De: pela porta da cozinha (Ver receita )



Receita - Filhós da minha avó

Outra herança culinária, desta vez da minha avó de quem também herdei o nome. Ela tendi-as no joelho como a ensinaram a ela. Na altura do Natal, estávamos um dia inteiro a fazer destas filhós, para nós e para oferecer aos amigos. Como é obvio não podem faltar nunca na minha mesa da consoada.

A receita

1 Kg de farinha, mais para peneirar e misturar caso seja necessário
50 g de fermento padeiro
6 ovos
1 chávena de azeite
0,5 chávena de leite morno
sal qb
açúcar e canela para polvilhar
óleo para fritar ( a minha avó fritava-as em azeite)

Misturar o fermento e o sal com o leite até desfazer.
Entretanto peneirar a farinha para um alguidar e misturar o azeite aquecido.
Misturar o leite com o fermento e amassar bem, muito bem.
Juntar os ovos um a um amassando sempre, até a massa se despegar das mãos e obter uma massa macia, se necessário juntar mais leite ou farinha.
Cobrir com um pano, depois de polvilhada com farinha e colocar num local onde não apanhe corrente de ar (pus no forno que aqueci um pouco) até dobrar o volume.
Depois, aquecer o óleo, e tender as filhoses: retirar um pouco, fazer uma bola e esticar as bordas com cuidado, para não fazer buracos. esticar até ficarem com o diâmetro de uma mão. Quem gostar delas estaladiças deve estica-las até ficarem finas, ou se preferirem mais grossas deixar as bordas pouco esticadas.
Fritar em óleo bem quente,e polvilhar depois de fritas com açúcar e canela

Acho que a minha avó fazia o dobro da receita, esta deu para cerca de 30 filhós.

Bom apetite.