De: Pão, Bolos e Cia. (Ver receita )



Receita - PIZZA NO PRATO NO MICRO-ONDAS

Há momentos que apenas pizza podem salvar :) Sou um pizza addict, confesso. Desde garoto que o lanche ajantarado de domingo incluía pizza, geralmente feita numa forma de alumínio baixa com tampa própria, do género panela de pressão (com pipo e tudo), que a minha mãe assava no fogão. Quando fazia mais que uma pizza, iam para o forno, mas quando era apenas uma, esta forma prática resolvia a preparação em 10-15 minutos. De todas as pizzas, era famosa a de atum e cebola

ainda hoje é.

Os sabores de pizza sempre me cativou e saliento dois aspetos: o queijo derretido e o aroma dos orégãos quentes. Claro que o molho é importante, claro que a massa é fundamental, claro que os ingredientes usados na cobertura são decisivos, mas queijo e orégãos, nalguns momentos, é suficiente.

Algo que eu fazia há muito anos atrás, para um snack ou não, era simplesmente dispor num prato raso, 4-6 bolachas cream cracker e cobrir cada uma das bolachas com meia fatia de queijo flamengo e orégãos secos. Levava ao micro-ondas para derreter o queijo e já está. Adorava quando as bolachas se tocavam e o queijo derretido acabava por secar e unir as bolachas. Algumas variações eram famosas, barrar com um pouco de concentrado de tomate (bisnaga de polpa de tomate) muito levemente antes do queijo, e/ou algumas meias-luas de cebola como recheio antes do queijo. Outras vezes, uns farrapos de fiambre ou um pouco de atum desfiado incrementavam substancialmente estas bolachas-pizza.
Entretanto tive uns anos de esquecimento das bolachas cream cracker e substitui as mesmas por crackers italianas (aquelas levemente salgadas, retangulares com picotado pelo meio) usando todo a embalagem individual.

Esta versão de pizza no micro-ondas é feita originalmente numa caneca, de preferência larga e baixa, mas eu ainda a prefiro preparar num prato.
Há uns meses atrás, posso garantir, que a adição por estas pizzas foi tão grande que todos os dias da semana preparei uma, à ceia, e aproveitei para a servir num lanche surpresa aos garotos, que adoraram. Houve até lanches de domingo que o pedido especial foi comer no sofá uma destas pizzas, a ver um filme ;)

É bastante rápida, não precisa de muitos ingredientes na cobertura, podendo usar-se carnes ou apenas vegetais. A massa não é propriamente massa lêveda de pizza, lembra mais uma massa de bolo, por ser fofa e esfarelar, o que resulta bem por absorver a humidade do molho e do queijo.

Esta é uma sugestão a ter na manga para servir num momento descontraído ou para um momento hygge, só seu, não partilhado, no desconcertante dia-a-dia.

Fiz assim



PIZZA NO PRATO NO MICRO-ONDAS


INGREDIENTES
Para a massa:
4 colheres (sopa) de farinha de trigo
1/2 colher (chá) de fermento em pó (tipo royal)
pitada de sal fino
3 colheres (sopa) de leite
1 colher (sopa) de azeite

Para o recheio:
1-2 colheres (sopa) de molho de tomate
3 colheres (sopa) de queijo ralado
chouriço/linguiça, fiambre, cogumelos, espargos, atum, cebola


orégãos secos

PREPARAÇÃO
Num prato fundo colocar todos os ingredientes da massa e mexer com uma colher até obter uma massa homogénea.
Espalhar a massa por todo o prato.

Cobrir com o molho de tomate e o queijo ralado.
Dispor os ingredientes escolhidos e polvilhar com os orégãos.

Levar ao micro-ondas cerca de 1 minuto e meio.

Pizza de linguiça


Pizza de linguiça e espargos


Pizza de fiambre, cebola e majericão


NOTAS, MAS NÃO MENOS IMPORTANTES
- O tempo previsto no micro-ondas pode variar, uso 1 minuto e meio na potência máxima (1100w);
- Os recheios com algumas rodelas de linguiça ou chouriço resultam bem porque a gordura do enchido derrete um pouco no micro-ondas e o sabor ajuda a formar o molho da pizza e impregnar na massa.