De: Ana Claudia na Cozinha (Ver receita )



Receita do - Salada e Suflê de Bacalhau


Olha eu aterrizando aqui gente, depois de perder o avião várias semanas seguidas estou de volta, essa BC da Sheilinha é uma delícia, nos faz voar para outras culturas, outros sabores, outros aromas.

Será que vou encontrar alguém em Portugal?
Escolhi esse país por sua culinária ser rica e também para homenagear a família do meu marido que vieram da região de Detrás Os Montes.

Escolhi o Bacalhau como tema e fiz duas receitas com ele.
Vamos então a salada!


Salada de Bacalhau
Ingredientes:
400 gramas de bacalhau desfiado
200 gramas de tomates grape
1 cebola picada
Azeite
Sal
Mix de pimenta
1 Pimentão assado vermelho picado
1 Pimentão assado verde picado
Cheiro verde 
300 gramas de grão de bico cozido
Azeitona verde a gosto
Vinagre de maça
Alho laminado



Modo de preparo:

Misture todos os ingredientes, tempere com o sal, pimenta, vinagre e coloque bastante azeite.


A outra receita é um suflê, como tinha sobrado um pouco de bacalhau resolvi fazer um suflê, ficou uma delicia, mas ficou parecendo mais ou menos uma torta, acho que fiz algo errado.

A receita eu peguei no blog da Fê o original está aqui, como fiz algumas mudanças pode ser por isso que não ficou com textura igual a suflê.

Suflê de Bacalhau


Ingredientes:
1 dente de alho amassado

2 colheres de sopa de cebola
150 ml de creme de leite fresco (ou 1/2 caixinha e + 50 ml de leite)
1 gema
1 clara em neve
2 colheres de sopa rasa de farinha de trigo
1 colher de chá de fermento em pó
Sal 
Pimenta do reino a gosto
Azeite
Queijo parmesão ralado (usei uma colher de sopa de requeijão)
2 colheres de sopa de pimentão verde
1 prato de sobremesa de bacalhau cozido e desfiado.

Modo de preparo:
Refogue no azeite a cebola, o alho, o bacalhau e o pimentão. Espere esfriar.
No liquidificador (usei o mix) bata o creme de leite  gema, a farinha de trigo, o requeijão.
Misture o bacalhau na mistura, acrescente o fermento, a clara em neve e incorpore delicadamente. Unte um ramequim com azeite e leve para assar por aproximadamente 50 minutos. (não coloquei parmesão por cima, porque não tinha)
Essa receita não rende, querendo mais, aumente a quantidade.

Um pouco sobre Portugal:

 

As raízes da época remontam ao século 15, quando exploradores Português como Vasco da Gama lançou-se ao mar em busca de uma passagem para a Índia.Por volta do século 16 os marinheiros tinham ajudado a construir um império enorme abraçando Brasil, bem como faixas de África e Ásia.
A História de Portugal teve um impacto duradouro sobre a cultura do país, com influências mouras e oriental na arquitetura e nas artes.
Dança folclórica e música tradicionais, particularmente a melancolia do fado, permanecem vibrantes
Até a metade do século 20 Portugal era uma ditadura em que por décadas Antonio de Oliveira Salazar foi a figura chave. Obstinada recusa da ditadura a abandonar seu controle sobre as ex-colônias, como exigências de independência ganhou força lá resultaram em guerras dispendiosas em África.
Este período durou até o final em 1974. Em um golpe de Estado, pitorescamente conhecido como a Revolução dos Cravos, que marcou o início de uma nova democracia.
Até o final de 1975 todas as ex-colónias de Portugal em África eram independentes de Lisboa.
Desde que se tornou um membro da então Comunidade Europeia, em 1986, a economia predominantemente agrícola tradicionalmente Portugal tornou-se cada vez mais diversificada e orientada para o setor de serviços.

Portugal está situado no extremo sudoeste da Europa e inclui os arquipélagos da Madeira e dos Açores no Oceano Atlântico. No continente europeu, o território português ocupa uma área de 88.889 km2 (com 218 km de largura, 561 km de comprimento, 832 km de costa atlântica e 1.215 km de fronteira terrestre com Espanha).Situado no Oceano Atlântico, entre o continente europeu e o norte-americano, o arquipélago dos Açores tem uma área de 2.355 km2 e é constituído por nove Ilhas – São Miguel e Santa Maria no Grupo Oriental, Terceira, Graciosa, São Jorge, Pico e Faial no Grupo Central, e Flores e Corvo no Grupo Ocidental. As ligações com Portugal continental são asseguradas por via aérea, em cerca de 2 horas de voo.
O Arquipélago da Madeira com uma área de 741 km2, está situado no Oceano Atlântico a cerca de 500 kms da costa africana e 1000 kms do continente europeu (1h30 de voo para Lisboa). É constituído pelas Ilhas da Madeira e de Porto Santo, e pelas ilhas inabitadas das Desertas e Selvagens (que são Áreas de Reserva Natural).
Portugal tem uma população de cerca de 10 milhões de habitantes.




Os maiores índices de densidade populacional registam-se em Lisboa, a capital do país, e nos seus arredores, onde vivem cerca 1.9 milhões de pessoas.
A segunda maior cidade de Portugal é o Porto, localizado no norte do país.
De um modo geral as localidades junto ao litoral têm maior ocupação humana do que o interior do país.
Com uma fronteira tão extensa para o mar, não admira que tenhamos assistido a muitos desembarques e embarques. Por isso tornamo-nos desde há muito abertos ao mundo e à comunicação.
Absorvemos gentes de variadas origens: Fenícios, Gregos, Cartagineses, Romanos (que nos deixaram a língua que falamos), povos nórdicos e povos da Mauritânia. Apesar de tantas misturas, o nosso País é dos mais antigos da Europa. No séc. XII tornou-se independente dos outros reinos peninsulares graças ao conde Afonso Henriques que foi nosso primeiro rei por sua vontade própria. Um século mais tarde, com a conquista do Algarve, Portugal acabava de desenhar a sua fronteira continental.
Em finais do séc. XIII o rei D. Dinis criou a nossa Universidade, uma das mais antigas da Europa, e levou-a para a bela cidade de Coimbra.
Nos séculos XIV, XV e XVI foram os primeiros europeus a navegar até África, ao longínquo Oriente e às profundezas do continente Sul Americano, donde trouxemos uma montanha de raridades. Ainda antes de prosseguirmos pela costa de África, encontrámos os arquipélagos dos Açores e da Madeira, que são parte do nosso território no Atlântico.



Depois de uma crise dinástica que nos colocou sob o trono de Espanha, em 1640 voltámos a ter um rei português porque, embora discretos, temos um grande sentido de independência. No séc. XVIII, D. João V, rei absolutista e amante das artes, mandou construir o imenso palácio-convento de Mafra, e o grande Aqueduto que conduziu a água à cidade de Lisboa. No séc. XIX, lutas partidárias enfraquecem a Monarquia, que acaba por cair em 1910, ano em que se implantou a República.
Somos parte da UE desde 1986, mas continuamos a valorizar as nossas virtudes próprias.
Com esta História, vai ver que a nossa Arte é um pouco diferente daquela que já conhece.
Repare sobretudo nas manifestações que nos são peculiares: no “Manuelino”, exaltação da época das Descobertas, na forma como soubemos trabalhar a arte do azulejo e no nosso Fado, canção de nostalgia.
O povo português é maioritariamente católico, mas a Constituição portuguesa garante a liberdade religiosa, o que se traduz na presença em Portugal de diversos cultos.De raiz latina, o português é a terceira língua europeia mais falada no mundo, por cerca de 250 milhões de pessoas.



Os países de expressão oficial portuguesa espalham-se pelos quatro cantos do mundo.
Assim, fala-se português em África (Angola, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique e São Tomé e Príncipe) na América do Sul (no Brasil), e na Ásia, em Timor-Leste, o mais jovem país do mundo, sendo ainda língua oficial na Região Administrativa Especial de Macau.
Em Portugal uma boa parte dos cidadãos tem facilidade de comunicação em inglês, francês e castelhano.
Portugal vive um momento delicado desde que se instaurou a crise na Europa, a situação econômica e social está cada vez pior, esperamos que consigam sair dessa crise, vemos isso de perto já que mantemos contato diário com nossas amigas blogueiras que vivem além mar.

Espero que tenham gostado, quer ver mais? Visite o Blog da Sheilinha

                                                  BC Sabores de A a Z - Cozinha de Mulher
Beijinhos

Curta a Fanpage: Ana Claudia na Cozinha, estou te esperando!