De: As Minhas Receitas (Ver receita )



Receita - Sopa de Espargos e a Jullie


A máquina é amorosa. Pequenina e compacta. Tão intuitiva de usar que quase que dispensa a leitura do manual de instruções. Uma máquina que faz sopas, iogurtes e compotas realmente sozinha, bastando para isso escolher o programa e carregar num botão. E já está.
Pode até parecer que já há máquinas que fazem isso e muito mais, mas a pequena Jullie é tão específica que acaba também a ser única e a ter características muito próprias.
Na minha cozinha há sempre espaço para tudo o que ajude a poupar e ganhar tempo. Nas nossas vidas de todos os dias o tempo acaba a ser o bem mais precioso que temos e aquele que nunca podemos comprar. Com duas crianças pequenas, há dias em que o tempo passa a correr, e em que preparar os almoços e jantares parece que é tudo o que fazemos.
Tive a minha primeira experiência com a Jullie num dia particularmente atrapalhado. Sopas para fazer, o jantar, pão e como era véspera de fim de semana também um bolo. Entre o choro do mais pequeno, irritado por estar sentado na cadeira ao meu lado, enquanto eu tento chegar a todo o lado, e a conversa do mais crescido a querer “ajudar”, a querer “lavar a louça”, a querer puxar-me para brincar as coisas lá se foram fazendo. Coloquei o pão a levedar, tinha o jantar ao lume, o bolo a cozinhar no forno e comecei a preparar as sopas. Uma sopa para os mais pequenos e outra sopa para os mais crescidos. 
Coloco os ingredientes dentro da Jullie. Tapo e carrego no botão. Começo no outro lado a preparar a outra sopa. Apanho chupetas, dou mimo, mexo a panela, espreito o forno, tropeço num carrinho, ajudo a puxar as mangas da camisola, mexo mais uma vez a panela. Esqueço-me da sopa até que ouço os primeiros barulhos. A Jullie a triturar a sopa, sem ser preciso verificar mais mais nada, sem ter sido necessário carregar em mais nenhum botão. Entre tirar o bolo do forno, e desligar o tacho. A Julllie apita e diz-me que a sopa está pronta.
O meu creme de espargos sai aveludado e saboroso como sempre. A Jullie fez o seu trabalho e eu fiz o meu. Pouco tempo depois estávamos todos à mesa, cada um com o seu prato de sopa à frente.
(E aqui fica mais um vídeo e uma nova receita para o canal youtube. Ainda não subscreveram? De que é que estão à espera? Canal As Minhas Receitas aqui!)

Ingredientes para 4 pessoas:

1 alho francês pequeno
300g de espargos brancos de conserva
1 batata grande
sal q.b.
azeite q.b.
Croutons e coentros para servir

Preparação (método tradicional!):

Descasque a cebola e pique-a.
Corte os espargos em pequenos pedaços. assim como a batata e reserve.
Leve ao lume uma panela com um pouco de azeite e acrescente a cebola. Deixe começar a caramelizar e acrescente depois os espargos e a batata e envolva bem no refogado. Tape o tacho e deixe suar uns minutos em lume muito brando sem deixar queimar ou agarrar.
Acrescente depois água a ferver até cobrir os legumes, tempere-os de sal e deixe cozinhar em lume brando até que estejam macios.
Triture depois a sopa até ficar bem cremosa, e, se necessário acrescente mais água a ferver até a sopa ter a consistência desejada. (A sopa deverá ser espessa e cremosa). Retifique de sal.
Sirva o creme bem quente com croutons e um fio de azeite.

Bom Apetite!

Post escrito em parceria com a Jullie